17/03/2009

Seitas : Politicos - Religiosas da época de Cristo

“E Jesus disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus”. ( Mateus 16.6)

A sociedade judaica na epoca de Jesus era muito diversificada , eram varios grupos religiosos com diversas interpretações sobre as fontes e o modos de viver a religião de Israel. Nos evangelhos , Jesus atacou com extrema energia os escribas , os doutores da Lei , saduceus e os fariseus . Quem eram os grupos politicos – sociais da época de Jesus , quais suas doutrinas , seus pensamentos , seus questionamentos , suas formalidades.Quais eram eles?
1- Fariseus - do hebraico פרושים é o nome dado a um grupo de judeus devotos à Torá surgidos no século II a.C , a origem mais próxima do nome fariseu está no latim pharisaeus que por sua vez deriva do grego antigo ϕαρισαῖος , assentado no hebraico פרושים p’rushim , o nome p’rushim (plural) ou parush(singular) é normalmente interpretado como "aqueles que se separaram". Os fariseus eram voltados para para as questões religiosas , defendiam a separação entre o Estado e a religião , e achavam que o primeiro devia ser regido pela Torá , lei de Moisés, e eram provinientes da classe média urbana , mas haviam alguns camponeses. Eram menmbros do sinédrio e tornaram-se inimigos implacáveis de Jesus , este grupo se constituía uma seita. O apóstolo paulo declara que ela , à qual pertencia antes desde sua conversão, era a mais severa do judaismo.Cristo os censurou severamente (Mt 23). Eram comprometidos com a obediencia a todos os mandamentos de Deus , eram admirados pelo povo por sua aparente devoção, criam na ressureiçao dos mortos e na vida eterna , criam em anjos e demônios. Sua devoção era frequentemente hipócrita , tanto que a palavra fariseu tornou-se sinônimo de hipocrisia e fingimento ,até os dias de hoje.Tornaram-se tão obcecados pela obediência a cada minucia da lei , que ignoravam completamente a mensagem de misericórdia e graça de Deus.
2- Saduceus - do hebraico tz’duzim, no grego: Saddoukaios; é a designação da segunda escola filosófica dos judeus , ao lado dos fariseus. Os saduceus eram os intelectuais da época de Cristo , e membros do Sanhedrin ( nome hebraíco dado a corte judaica, mas a palavra é , em sua origem grega .Cortes locais tinham três ou vinte e três juizes; o sinedrio de Jerusalem tinha 70). Nos dias de Jesus os saduceus tendiam a ser mais ricos , mais céticos , mais carnais e cooperavam com os governantes romanos do que os fariseus . No entanto , a destruição do segundo temploem 70 E.C; terminou com a viabilidade do saduceus , ao destruir o pragmatismo de sua responsabilidade de chefia ; e tradição que les podem ter desenvolvido foi, em sua maioria, perdida. A julgar pela sua ortografia , a palavra saduceu deriva-se de Zadoque , que em grego se escrevia Sadouk.
Em oposição aos fariseus acérrimos defensores das tradições dos antigos , os saduceus limitavam o seu credo às doutrinas que encontravam no texto sagrado. Sustentavam que só a palavra escrita os obrigava ; defendiam o direito do juizo privado na interpretação da lei;cingiam –se à letra das escrituras mesmo nos casos mais severos da administração da justiça,rejeitavam o Antigo Testamento, pois só aceitavam com restrições o Pentateuco.Os três evangelhos sinóticos afirmam afirmam que eles não criam na ressureição(Mt.22.23; Mc12.18;Lc.20.27). Eles não admtiam a existência de anjos e nem de espíritos (At.23.8).Diziam que a crença no ressurgimento dos mortos não se coadunava com os escritos de Moíses. O historiador Flávio Josefo decalra que, mediante o entendimento deles , o corpo morria com a alma(Antiguidades, Livro 18. 1.760). Eles se opunham aos fariseus neste particular , mas se uniram , com o propósito de somarem as forças , e matarem a Jesus.
3- Escribas – Mestres da Torá , a palavra grega “grammateus” é traduzida literalmente em hebraico com sofer , que tem o significado literal escriba e é normalmente traduzida assim em português . Contudo a função dos sofrim na época de Jesus ia muito além de copiar rolos e realizar tarefas de copiar rolos e realizar tarefas de secretariado ; eles eram estudantes e professores do conteúdo do judaísmo , ou seja , da Torá.
Joseph Shulam, judeu messiânico lider em jerusalem, ressalta que os acadêmicos modernos , acreditam que os escribas não eram rabinos , nem fariseus , mas sábios, am-ha’arezt, mestres da Torá .Por essa razão não podiam introduzir novas interpretações ou realizar julgamentos legais. De acordo com Shulam essa é a razão pela qual as pessoas ficaram chocadas por Jesus ensinar como um rabino e não como um escriba.
4- Essênios - essênio provém do termo sírio asaya, e do aramaico essaya ou essenoí, todos com o significado de médico, passa por orum do grego (grego therapeutés), e, finalmente, por esseni dolatim. Também se aceita a forma esseniano.
Nome de uma ordem religiosa existente na epoca de Jesus (muito embora a biblia não os mencione) , composta com cerca de 4.000 homens que se dedicam a uma vida ascética, formaram várias colônias em varias cidades da Judéia e no deserto de Engadi.Adotaram condutas que os diferenciavam dos demais judeus : vestiam-se sempre de branco,aboliam a propriedade privada , eram vegetarianos , Aprovavamo casamento, mas abstinham-se dele, tomavam banho antes das refeições ,e a comida seguia um ritual muito rígido de purificação.
Observavam a moralidade , prometiam honrar a Deus , ser justos para com todos, não fazer mal a ninguém , ser fíeis uns para com os outros , odiar o mal, promover o bem , principalmente para com as autoridades , amar a verdade , desmascarar os mentirosos , guardar as mãos contra os furtos e conservar a consciência livre de negócios ilícitos.
5- Herodianos – Sustentavam a dinastia de Herodes , na tentativa de impedir um governo direto de Roma. Instituídos pelos interesses nacinalistas, eram favoráveis aos impostos. O discurso de Jesus também os incomodava.Juntaram-se com o propósito de matar a Cristo , e assim se verem livre dele.Também tentaram a Jesus na questão do tributo. (Mt. 22.15,16)
6- Publicanos – Rendeiros dos impostos do governo romano , cobrador de impostos , os judeus que trabalhavam coletando impostos para os governantes romanpos eram as pessoas mais desprezadas na comunidade judaíca , não apenas estavam servindo aos opressores , ams consideravam fácil abusar do sistema para encher seus próprios bolsos pela exploração de seus companheiros judeus. Informam os Evangelhos que alguns publicanos converteram-se ao cristianisno, entre os quais Mateus (Mt.9:9) deixou o ofício para tornar-se apóstolo e Zaqueu (Lc. 19:1-10) ao receber a honra de ser visitado pelo Mestre de Nazaré, promoveu restituição a todos que havia defraudado.
7- Zelotes - O termo zelota ou zelote (em língua hebraíca "kanai") significa literalmente alguém que é ciumento em nome de Deus, ou seja, alguém que demonstra excesso de zelo. A seita dos Zelotas é referida por Flavio Josefo como vil, que a responsabiliza pela incitação da revolta que conduziu à destruição de Jerusalém e do Templo de Salomão, referenciais para a cultura e religião judaicas.Um dos apóstolos de Jesus Cristo é referido como "Simão, o Zelote" (Lc 6:15 e At 1:13), ou por causa de seu zeloso temperamento ou por causa de alguma anterior associação com o partido dos Zelotas. Paulo, referindo a si mesmo, afirma que foi um zelote religioso (At 22:3; Gl 1:14), enquanto que os muitos membros da igreja de Jerusalém são descritos como "todos são zelosos da lei" (At 21:20).Este partido converteu-se em centro de resistência aos romanos no tempo de Cirênio, sob a direção de Judas Galileu, crescendo em fanatismo, provocou a guerra com o império do Cesares, degenerando-se em grupos de assassinos, ou sicários.
8- Samaritanos - são um pequeno grupo étnico-religioso aparentado aos judeus que habita nas cidades de Holon e Nablus situadas em Israel e na Cisjordânia respectivamente. Designam-se a si próprios como Shamerim o que significa "os observantes" (da Lei); desde há alguns anos os Samaritanos tem vindo igualmente a usar o termo "israelita-samaritanos". Em hebraico moderno, os Samaritanos são designados de שומרונים , os de Shomron, ou seja, os da Samaria. Shomron (Samaria) é pélo menos tão velha quanto o retorno das tribos do Sul do exílio babilônico nos séculos VI e V a.E.C., e tem suas raízes na divisão de Israel entre os reinos do Norte e do Sul , apos a moret do Rie Salomão , tendo como resultado que o reino do Sul adorava em Jerusalém , mas o do Norte em Gerizim. A Assíria conquistou o Reino do Norte em 722 a.E.C ., e deportou o seu povo, que pertencia às dez tribos do Norte, substituindo essa população por pagãos ; os quais se casaram com os judeus remanescentes , o que deu origem aos samaritanos . Seus descendentes não eram idólatras, mas reconheciam somente o Pentateuco como inspirado por Deus. Eles também negaram a Jerusalém com centro religioso, optando pelo Monte Gerizim; isso explica por que eles tentaram resistir a reedificação de Jerusalém por Neemias.

Em Cristo , Sola Gratia et Sola Fide, Marcos.


Obras consultadas :
Stern, David - Comentário Judaico do Novo Testamento
Lições Biblicas - Jovens e Adultos - CPAD -3º Trimestre de 1994
A Biblia de Aplicação Pessoal
Davis, Jonh - Dicionário da Biblia



4 comentários:

Danilo Neves disse...

Seria interessante a contextualização. Esta é uma breve tentativa.

Entendo que os fariseus são os conservadores de hoje (um parte deles, claro), que conservão tradições em vez da Palavra, apagam o Espírito e por isso estão mortos. Podem ter a melhor doutrina, mas não a doutrina pura e simples, destinada a vida prática.

Os saduceus são os liberais, melhor ainda, os neo-ortodoxos, que não passam de liberais "biblicistas". Dão ênfase de mais a filosofia e partem dela para interepretarem as Escrituras, além claro, de negá-las.

Os escribas os teólogos com alto grau de conhecimento e erudição. Escrevem tão bem formalizado as idéias, que precisamos que outros teólogos interpretem e resumam o que eles querem dizer. Aprecio muitos destes, pois sei que tiveram grande contribuição na história da igreja para a sistematização das doutrinas. Mas infelizmente, muito outros são complexos de mais!

Os essênios me lembram os que estão atualmente aderindo a prática da "espiritualidade" (vide post completo no blog tempora-mores.blogspot.com, do rev. Nicodemus, chanceler do Mackenzie). Misturam práticas devocionais com uma espécie de rito, beirando o misticismo.

Herodianos e publicanos são especialmente aqueles que dizem acreditar em Deus, mas voltam os seus interesses para o poder e para o dinheiro. Bancada evangélica no congresso? Talvez...

Zelotes: extremistas, hoje bem conhecido como fundamentalistas.

Samaritanos: conforme Jo 4, são aqueles que não possuem todas as Escrituras como regra de fé e prática (aspecto histórico dos samaritanos, que vem desde a invasão Assíria do Reino do Norte), por haverem contaminado a doutrina! Adoram o que não conhecem. E como há esses hoje nas igrejas!!

Abç, irmão.

umpcgyn.blogspot.com

PROFETIZANDO A PALAVRA disse...

Meu Caro Pr. Marco,

Sempre que passo em seu Blog, tenho edificado meus conhecimentos e também minha fé com suas postagens de cunho doutrinário sempre primando pelo ensino da Palvara. Deus continue te usando .

Um abraço de seu irmão em Cristo.

Uilson Camilo

Pr. Marcos Serafim disse...

Caro Danilo Neves...
Obriagado por suas considerações , e pela explicação na abordagem contemporânea das seitas politicos-religiosas do nosso , infeleizmente há muitos casos, precisamos combate-las, pois a igreja de Cristo precisa respirar.
Pequisarei sobre o assunto contextualizado, usando como base sua argumentação.

Em Cristo Sola Gratia et Sola Fide Marcos

Pr. Marcos Serafim disse...

Caro Pregador Uilson Camilo:
É bom tê-lo no rol de amigos da blogosfera, seus comentarios me fazem crescer em Cristo e nos nesse amor.
Sempre olho seus escritos tambem, procuro ensinar a palavra de Deus na igreja sobre minha direção e aqui no blog , tento passar aquilo que vou pesquisando para falar a igreja

Em Cristo Sola Fide Marcos