24 de fev de 2009

República da Índia - Caminho das Índias - O que há por trás?


Acompanhei recentemente uma entrevista feita pelo jornalista Rodrigo Vianna no canal Record News sobre a Índia Contemporânea que me chamou a atenção em vários aspectos. Nesta entrevista Vianna conversou com três experts em assuntos diferenciados e falaram sobre a Índia em seus aspectos econômicos, culturais, sociais, religiosos e afins.
Enquanto acompanhava a entrevista seguida de reportagens feitas por Vianna na Índia, chocou a forma que vive o povo indiano, segundo dados dos especialistas Henrique Altemani (Professor de Relações Internacionais da PUC/SP); Gilson Schwartz (Professor de Economia Audiovisual da USP/SP); Leon Cakoff (Diretor de Mostra Internacional de Cinema de São Paulo), apesar de ser um país milenar, sua população é bem jovem com cerca de 25 anos.
Vários dialetos, o trânsito uma verdadeira confusão, homens, animais, carros, todos ocupando o mesmo espaço totalmente desordenado, contudo a vida segue sem atropelos. Sem falar no livre comércio onde frutas são vendidas no chão e 400(Quatrocentos) milhões vivem abaixo da linha da pobreza com cerca de menos 1(um) dólar por dia e a taxa de analfabetismo chega a casa dos 35%,com o poder púbico bem ausente.
Mas algumas coisas são extremamente proveitosas como, por exemplo, a violência que é baixíssima chegando a 1,1% (em certa quantidade de pessoas), fala-se em política democrática, com infraestrutura em tecnologia de ponta com softwares, hardwares de alta qualidade, a fala do professor Schwartz é que o componente de operação tecnológico é fantástico. Sua população cresce como a China e a estimativa é que talvez ultrapasse os índices de crescimentos populacionais da China, dentro de pouco tempo.
Outra coisa fantástica segundo Leon Cakoff é o cinema indiano que roda cerca de 800 filmes por ano e chegam próximo do Estados Unidos da América pelo menos na quantidade, gravados no meio da rua com assuntos cotidianos da vida indiana, atendendo um público iletrado e seus filmes são em sua maioria cantados parecidos com nosso cinema dos anos 50, temas populares voltados ao mercado interno, tudo feito em película de 35mm e reaproveitável, com isso tornando ingresso muito barato com apoio de empresa Estatal, falando da tolerância religiosa.
È realmente fantástico, mas porque esse interesse repentino na vida do povo indiano?
A República da Índia com sua capital Nova Délhi desperta um interesse hodierno na mídia com telenovela, propagandas falando do costume do povo indiano, será que há alguma mensagem atrás de tudo isso? Sabemos que a Índia é um país de religiosidade bem definida sendo 82% de hinduismo, 12% de mulçumanos alem de budismo, jainismo, skhismo e lamentavelmente somente em dados não oficiais 3% dizem ser cristãos.
Com que pretensão se fala dos costumes indianos nos dias de hoje, será que não há uma mensagem por trás de tudo isso? Mahata Ganhi, Vallabhbhai Patel, Jawaharlal Nehru são grandes influenciadores desta cultura, para quem não sabe grande parte da população da Índia é o hindu, o hinduismo é uma religião politeísta com mais de 33 milhões de deuses, que são adorados de várias maneiras, com seus rituais, mantras, sacrifícios e oferendas e cultos de adoração a estes deuses, o que deixa transparecer é que há uma divulgação da mídia quanto a propagação da doutrina hinduísta.
Nestes que já estão difíceis para a propagação do evangelho e nosso adversário está jogando pesado, me atrevo a deixar alguns conselhos:
1. Nunca deixe de adorar a Deus, para ficar em casa assistindo a telenovela.
Jesus nos deu exemplo quando foi tentado e deixou de forma clara uma lição: “Ao Senhor teu Deus adorarás e só a ele servirás” (Mateus 4.10b)

2. Cuidado com as artimanhas do inimigo.
O apóstolo Paulo escrevendo sua epístola aos Gálatas 2.6,7, 8 disse: “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou á graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado seja anátema”.

3. Vença o mundo e suas concupiscências.
O apóstolo Paulo mais uma vez adverte em sua epístola aos Efésios 6.11 diz: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo”.
Na primeira epistola de João 5.20; 21 João diz: “E sabemos que já o filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; Estamos no que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Filhinhos guardem-vos dos ídolos. Amem”.
Finalmente oremos pelo evangelho na Índia, pois sabemos que: “Em nenhum outro há salvação, porque também deixado do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.

Em Cristo Sola Fide Marcos