25 de ago de 2009

Vós sois o Sal

Mattiyahu 5.13 (Mateus) - “Vocês são o sal da terra”. Mas se o sal perder o gosto, como torna-lo salgado novamente? Ele não tem mais utilidade, exceto para ser jogado fora e pisado pelas pessoas (Novo Testamento Judaico)


Definição do Sal

Cloreto de Sódio, um composto cristalino de cor branca, usado principalmente como tempero e conservante (Jó 6. 6).
O sal não é somente uma das mais importantes substancias mencionada na bíblia – ele é absolutamente necessário à vida, o povo hebreu sabia como o sal é importante para a saúde.
Um antigo método de extração de sal marinho consistia em coletar água salgada em poços de sal – buracos cavados na areia, que ficavam cheios de água salgada , quando a água evaporava , o sal ficava depositado dentro do buraco (Sf. 2.9)

Halas (grego), metaforicamente acerca dos crentes.

· Caráter e condições deles
· Da sabedoria, exibida nos seus discípulos, sendo possuidor de qualidades purificadoras, preservadas e anti-sépticas.

O Sal de qualidade inferior encontrava-se nas águas (praias do mar Morto, depois de evaporada a água salgada, e bem assim nos outeiros).

Sal pode ser:

Sal, o termo genérico que define um composto quimico específico.
Sal de cozinha (ou "ou sal de mesa"), utilizado em culinaria.
Sal orgânico (ou "biológico"), o tipo de sal extraído directamente de ambientes naturais.
Sal marinho, utilizado em culinaria e em produtos cosmeticos.
Cloreto de Sodio, o termo quimico que define a substancia conhecida como "sal".

Sal também pode referir-se a:

Sal do mundo, termo com que Jesus Cristo ,designou os primeiros evangelistas cristãos.
O Sal de qualidade inferior encontrava-se nas águas (praias do mar Morto, depois de evaporada a água salgada, e bem assim nos outeiros).

Utilidades do sal

Serve para temperar carne de animais mortos e preservá-la da corrupção
Tudo que se oferecia em sacrifício segundo a Lei era temperado com sal (Lv 2.13; Ez. 43.24).
A terra salgada não produz
As cidades vencidas e condenadas a total ruína, o inimigo semeava sal para evitar que a cultivassem de novo. (assim fez Abimeleque a cidade a cidade de Siquém – Jz. 9.45)
O sal preserva da corrupção
Dá tempero ao alimento
Serve para representar figuradamente os discípulos de Jesus, que pela sua doutrina e pelos seus exemplos erguem a moral dos povos.
Serve também para representar o bom caráter e as boas palavras (Mc. 9.50).

Vós sois o sal da terra

A humanidade, na ignorância e pecados seria com um grande monte pronto para apodrecer, mas Cristo enviou seus discípulos para conservá-la e para temperá-la com suas doutrinas como o conhecimento e a graça.
Se não são como deveriam assemelham-se o sal que perdeu seu sabor. Se um homem adota a confissão de Cristo e permanece sem graça, nenhuma outra doutrina e meio serão aproveitados para Ele.
Entre as nações orientais o sal se tornou emblemático de fidelidade e amizade. Comer do “sal” de alguém, e assim compartilhar de usa hospitalidade, ainda é considerado dessa maneira entre os árabes. Portanto , nas Escrituras , é emblema do concerto Deus e o seu povo (Nm. 18.19; 2 Cr. 13.5 )
Nos ensinamentos do Senhor é simbólico de saúde e vigor espirituais que são essenciais á virtude e neutralizador cristão da corrupção que está no mundo.
A comida é temperada com sal; toda oferta de manjares devia conter sal, que também devia ser oferecido com todas as ofertas apresentadas pelos israelitas, como conciliação fornecida ao homem por Deus com base na morte de Cristo (Lv. 2.13). Recusar a provisão de Deus em Cristo e a eficácia do seu sacrifício expiatório é expor a si mesmo a destruição de ser salgado com fogo. (Mc. 9.49). O termo aliança de sal (Melah – Hebraico) é aplicado tanto ao estatuto perpetuo segundo o qual devia ser dada renda aos sacerdotes (Nm. 18.19), quanto a aliança estabelecida com Davi, mediante a qual foi-lhe outorgada um reinado perpetuo sobre Israel. (2 Cr. 13.5)
As qualidades conservantes do sal podem talvez ser vistas no uso que o profeta Eliseu faz do produto a fim de purificar o manancial de água em Jerico (2 Rs 2.20-21),embora o poder tenha sido miraculoso .De outro lado espalhou-se sal na água de uma cidade consagrada a Deus para ser destruída (Jz. 9.45) , o que se tornou então o símbolo de esterilidade e abandono.
Esta é a verdade expressa na descrição que Jesus faz deles (discípulos) como sal da terra. A mais evidente característica do sal é que ele e essencialmente diferente do meio onde está posto. Seu poder está precisamente nesta diferença.
Isso acontece também, diz, Jesus, com seus discípulos que existe entre ambos. O cristão tão diferente dos outros homens como o sal num prato difere do alimento em que é o colocado.
Os discípulos, do mesmo modo, são chamados a ser com um purificador em um mundo os padrões morais são baixos, instáveis ou mesmo inexistentes.
Eles só poderão porem cumprir esta missão se retiverem a sua virtude – e isto exige muita disciplina pessoal – inclusive no falar , pois, como Paulo disse , a palavra de um cristão deve ser sempre agradável , temperada com sal (Cl. 4.6)
Como Jesus afirma a seguir, se um discípulo perde sua virtude, ele é como sal que perde a sua virtude, ele é como sal que perde sua salinidade, tornando-se, assim, uma substancia completamente inútil, só servindo para ser jogado fora, nas ruas onde é pisado pelos caminhantes.
Na versão que Lucas dá este pronunciamento está implícito que seria até uma perda de tempo e energia, espalha-lo pela terra para o monturo. (Lucas 14.35)


N’Ele que é o que nos chama para sermos o sal da terra,

Pr. Marcos Serafim Silva


(Dicionário Ilustrado da Bíblia – Vida Nova).
(John D. Davis – Dicionário da Bíblia).
(Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento)
(Dicionário Bíblico Vine)
(Mattew Henry).
(Mateus – Introdução e comentário – R.V.GTASKER)

18 de ago de 2009

Romanos 11.33-36

Romanos 11.33-36
Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
Por que quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque d’Ele , e por meio d’Ele , e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a gloria eternamente.

Tendo exposto os vários pontos que fazem parte se seu argumento, agora Paulo responde de maneira lírica, como um cântico de louvor que atinge alturas correspondentes á profundidade que ele tinha feito soar em Romanos 9.2.3 – O trato de Deus com os judeus exibe uma inter-relação de sua majestade onde sua vontade soberana (d’Ele) , sua atividade soberana (por meio d’Ele) e sua gloria soberana (para Ele) são ricamente exibidas.
Finalmente, em uma enorme onda repentina de devoção Paulo atribui gloria para sempre, ao Deus que é a Fonte, o Sustentador, e o Alvo de todas as coisas.
O apostolo adora a soberania dos conselhos divinos, todas as coisas no céu e da terra, especialmente as que se relacionam com a nossa salvação, que correspondem a nossa paz, são todas d’Ele pela criação , por meio d’Ele pela providencia , para que finalmente sejam para Ele.
São de Deus como manancial e fonte de tudo; por meio de Cristo, para Deus como fim. Estas incluem todas as relações de Deus com suas criaturas; se todos somos d’Ele , todos seremos d’Ele e para Ele.
Tudo o que começa deve ter finalidade de ser para gloria de Deus; adoremo-lo especialmente quando falamos dos conselhos e das ações divinas. Os santos no céu nunca discutem, sempre louvam (Mattew Henry).

Profundidade - Termo usado no sentido inexaurível e não no sentido de mistério que não podemos alcançar os versículos 33 e 36 descrevem os atributos e propósitos numa doxologia apostólica.

1) Descrevem a riqueza de sua sabedoria e conhecimento
2) O judeu sem nada de justiça própria também pode confiar que Deus não faltara com sua promessa
3) Deus è a fonte
3.1) O veiculo (por meio d’Ele) ,
3.2) O fim (para Ele) de todas as cousas. (Bíblia Vida Nova)

Nós adoramos a Deus porque Deus nos criou para adorá-lo. Adoração está no centro da nossa existência; no coração da nossa razão de ser. Deus nos criou para ser sua imagem - uma imagem que refletiria sua glória. De fato, toda a criação foi trazida à existência para refletir a glória divina. O salmista nos diz que "os céus proclamam a glória de Deus; e o firmamento anuncia as obras das suas mãos" (Salmos 19:1). O apóstolo Paulo na oração com que ele inicia a epístola aos Efésios mostra claramente que Deus nos criou para louvá-lo.

Adorar

Sãhãh (Hebraico) – adorar, prostrar-se, curvar-se.
Esta palavra é encontrada no hebraico no sentindo de curvar-se, ou inclinar-se, mas não no sentido geral de adorar.
O fato de que ocorre mais de 170 vezes na bíblia hebraica mostra algo do seu significado cultural.
Aparece pela primeira vez em Gn 18.2 –, onde lemos que Abraão inclinou-se em terra.
O ato de se curvar em homenagem é feito diante de um superior.
A palavra sãhãh é usada como termo comum para se referir a ir diante de Deus em adoração.
Às vezes esta junto com outro verbo hebraico que designa curvar-se fisicamente, seguido por adorar. (Dicionário Vine)

Adoração
Reverência e declaração de submissão a Deus; rituais ou cerimônias pelas quais se expressa reverência.

Salmos 96.6 - Glória e majestade estão ante a sua face, força e formosura no seu santuário.
Salmos 96.7 - Dai ao Senhor, ó famílias dos povos, dai ao Senhor glória e força.
Salmos 96.9 - Adorai ao Senhor na beleza da santidade; tremei diante dele toda a terra.
Salmos 138 - EU te louvarei, de todo o meu coração; na presença dos deuses a ti cantarei louvores.

1) Os patriarcas construindo e oferecendo sacrifícios
2) A seguir veio a Adoração no Tabernáculo e no templo, com seus sistemas completos e sacrifícios.
3) A adoração nas sinagogas começou diante do cativeiro
4) Da adoração cristã fazem parte:
4.1) Pregação
4.2) Leitura das escrituras, oração, louvor e ofertas, alem de batismos.
4.3) Santa ceia do Senhor.

Nos tempos veterotestamentários:

Abraão construiu altares do Senhor (Gn 12.8; 13.18) – Essa adoração a Deus não exigia nenhum ritual ou sacerdócio sofisticado.
Moises libertou os israelitas do cativeiro no Egito, lançou os fundamentos para os rituais históricos e a forma e os princípios da adoração israelita (Ex. 25.31; 35.40).
Após a conquista da terra Israel adotou praticas dos vários povos pagãos vizinhos, praticou idolatria.
Alguns ídolos eram colocados em pedestais e por vezes adornados ou envoltos de prata (Isaias 40.19). Erigiam-se templos e altares para deuses pagãos. Entretanto, essa idolatria era condenada por Deus e por seus mensageiros especiais.

Nos tempos neotestamentarios:

· A adoração neotestamentárias caracterizava-se pela alegria e pela ação de graças diante da redenção graciosa de Deus em Cristo. A adoração cristã primitiva enfocava a obra redentora do Pai na pessoa de Jesus.
A principio do culto de adoração eram conduzidos nas casas eram conduzidos nas casas. No entanto o apostolo Paulo disse que se considerava livre de toda a obrigação para com esses rituais e nunca forçou a guardá-los (Cl 2.16).

A três principais áreas na quais Deus manifesta sua natureza seu poder é mencionado aqui:
1) Criação (d’Ele)
2) Revelação (por meio d’Ele )
3) Redenção (para Ele)
O judaísmo ortodoxo observou que nesses mesmos termos permeiam toda bíblia e encontram expressão nas formas tradicionais de celebrar o shabat e as outras festividades judaicas.

Amén

Esta palavra instrui a congregação a ouvir a carta lida em voz alta para dizer Amem, em reposta ao – em concordância com o – louvor de Sha’ul a Deus (Comentário Judaico do Novo Testamento).


N’Ele , por Ele , por meio d’Ele , para Ele , gloria , pois , eternamente a Ele. Amem.








13 de ago de 2009

Oração


Precisamos orar?

Porque muitos querem orar, mas... poucos o fazem!

Antes de tudo, quero dizer-lhe o seguinte: não fique preocupado, não desanime. Relaxe, não somos os únicos frustrados com nossa vida de oração. Apesar do esforço monumental, a maioria dos proeminentes homens de Deus de outrora não se sentia satisfeito com a vida de oração. Nenhum deles – pesquise a vontade sobre seu relacionamento com pessoal com Deus e seu momento de oração intima – deixou travar batalhas duríssimas para aprender a orar. Muitos no final da carreira, chegaram a declarar com profunda sinceridade que não se sentiam fortes na vida de oração. W. Boot, Moody, Wesley, C. H Spurgeon, Martinho Lutero e outros tantos queriam ainda aprender a orar, desejavam desvendar os segredos da arte da oração profunda; e note que não estamos falando de qualquer um. Estamos falando de missionários incansáveis, avivalistas cheios de fogo, evangelistas proeminentes que cativavam platéias, líderes que magnetizavam os ouvintes para Cristo ao abrir sua boca, escritores com penas extremamente fecundas e sutis; sim eles também compartilharam sua grande dificuldade em orar.
Receio não poder atingir meu objetivo: ajudá-lo a orar e ultrapassar as dificuldades. Analistas do povo de Deus se gabam das grandes conquistas quanto ao conhecimento da palavra de Deus, esquecendo-se de denunciar a infeliz carência de oração. A velocidade do novo século desfavorece o despertar da consciência na direção da oração. Talvez você me considere um pouco pedante ou irresponsável, mas sinto uma necessidade imperiosa de caminhar, a começar de mim, em direção a uma vida de oração no mínimo satisfatória, em todos os pontos de vista. Não estou preocupado com os que já sabem digladiar na oração; repetindo, minha intenção e clara: se você passa serias dificuldades para orar, deixe-me ajudá-lo oferecendo uma pequena pedra para construir um altar de oração , sincera e verdadeira , no coração daqueles que clamam Aba Pai.
Jesus foi um homem de oração. Ensinou aos discípulos o valor inestimável da oração. Ela é como uma chave mestra: abre todas as portas, dão acesso às bênçãos e a comunhão intima com Deus e derruba Satanás.

O que grandes homens disseram sobre oração.

R. Sibbes

“ Quando oramos a Deus, o diabo sabe que buscamos mais poder para vencê-lo . Por isso procura lançar toda oposição contra nós”.

O grande avivalista L. Ravenhill

“Contamos, em nossos dias, com hábeis em organizar, mas poucos dispostos a agonizar. Alguns até contribuem, mas poucos oram. Muita liderança, pouco fervor. Muitos temores, poucas lagrimas. Muitos que interferem e poucos que intercedem. Muito falando e escrevendo e poucos combatendo. Se fracassarmos na frente da oração, fracassará em todas as frentes de batalha”.
“Embora a igreja dos dias de hoje seja pobre sobre muitos aspectos, e paupérrima em oração.”

F. Fanelon

Deu aos seus discípulos o seguinte roteiro para oração: “Conte a Deus tudo o que vai a seu coração, como quem desabafa a um amigo todas as suas alegrias e dores”. Conte seus problemas – assim ele poderá confortá-lo – e suas alegrias – para que possa moderá-las; mas também seus anseios – ele os purificará; compartilhe suas antipatias – para que Deus ajude a superá-las – e tentações - para receber proteção.
Mostre as feridas em seu – ele cura também a indiferenças para com o bem e a inclinação para o mal. “Conte-lhe como o amor egoísta o torna injusto com o próximo, como a vaidade o faz insincero e o orgulho mascara quem você realmente é.”

O reformador Martinho Lutero

Chamava atenção á necessidade de aprender a pensar mais em Deus; como Ele é o que Ele quer de nós, o que o preocupa, o que o agrada e também nas coisas lá do alto.

Luis Palau

“Tenhamos grandes projetos, sonhemos grandes sonhos. Mas...façamos grandes orações.”

Charles Haddon Spurgeon

“Os grandes intercessores anônimos não são citados com a mesma freqüência dos mártires, não obstante serem os maiores trabalhadores da igreja. E, para chegar a ser canis de misericórdia de Deus aos homens, foi necessário perseverar no lugar de oração. Para orar, temos de orar, e continuar orando para que continuem nossas orações”.
“Frequentemente os gemidos e as lagrimas que não podem ser traduzidas são as orações que não podem ser recusadas”.

Charles Finney

“Sem muita oração e lagrimas não há avivamento”.

L. Boschman

Em seu livro ‘A Canção Profética’, diz o seguinte a este respeito: A palavra hebraica traduzida como oração é tephillah, que é muito semelhante à tehillah, que significa ‘louvor no espírito’”.

A. Carmichel.

“Faz-me teu combustível, ó chama Divina”.


N’Ele que ouve e atenta para as nossas orações,


Marcos

Obra consultada : Oração - Poesia - Canção e algo mais .... Albert Dure

12 de ago de 2009

Quem eram as mulheres na genealogia de Jesus

Quem eram as mulheres da genealogia de Jesus

Introdução

Lemos em M ateus 1 aqui da descendência de Jesus desde Abraão ; em Lucas , da sua ascendência ate Adão.Há algumas diferenças nos citados nas duas ,mas não poderemos reproduzir aqui todas as explicações que temos lido a respeito. A mais comum é que em Mateus temos a genealogia de José, e em Lucas a de Maria.
Mulheres, especialmente aquelas nascidas gentias, raramente eram incluídas nas genealogias bíblicas. As primeiras quatro mulheres gentias a quem Deus tinha honrado incluindo as entre os ancestrais registrados de Yeshua, o Messias judeu – por meio de quem os gentios, as mulheres e os escravos tinham a salvação igualmente com os judeus, os homens e os livres.

Mateus 1:3: Y’hudah foi de Peretz e Zerach (cuja mãe foi Tamar)

1) Tamar (Palmeira)

Viúva de Er e Onã, filhos de Judá (Gn 38.6-30; Mt. 1.3). De acordo com a Lei do Levirato, o terceiro filho de Judá, deveria ter-se casado com Tamar; seu filho teria sido considerado como filho de seu irmão, dando continuidade, assim, ao seu nome. No entanto, Judá impediu seu terceiro filho de casar com Tamar, que, intrepidamente, disfarçou-se de uma prostituta e ofereceu-se a Judá. Dessa união os gêmeos Perez e Zera. Judá e Tamar foram ancestrais de Jesus por meio de Perez (Mt. 1.3).

Mateus 1.5 : Salmon foi o pai de Bo’az (cuja mãe foi Rachav)

2) Raabe (amplo / largo)

A prostituta de jerico que escondeu dois espiões hebreus, ajudando-os a escapar e foi uma das ancestrais de Davi e Jesus (Js. 2.1-21; 6.17-25; Mt. 1.5). A casa de Raabe ficava na muralha de Jerico. Esta mulher, que manufaturava e tingia linho, abrigou secretamente os dois espias enviados por Josué para explora jerico e ajudou-os escapar, escondendo-os debaixo no telhado de sua casa (Js2. 6)Raabe despistou os soldados do rei, enviando-os por um caminho errado, e depois ajudou os dois espias a descerem pela parte externa da muralha , usando uma corda marrada em sua janela (Js. 2.15). Quando os israelitas tomaram a Jericó, pouparam a casa que tinha um cordão escarlate atada à janela – sinal que ali vivia uma amiga do povo de Deus. Assim, Raabe foi poupada, juntamente com seu pai, mãe, seus irmãos e toda casa de seu pai. Aparentemente, ela e sua família forma, mais tarde, incorporada à nação de Israel.
Mateus refere-se a Raabe sendo esposa de Salmom (Rt.4.20-21; Mt.1.4-5). Seu filho Boaz casou-se com Rute e veio as ser o pai de Obede, avô de Jessé e bisavô de Davi.
Portanto, uma prostituta Cananéia tornou-se parte da linhagem do rei Davi, de quem veio o messias (Mt.1.5) – talvez sendo um sinal precoce de que a graça e o perdão de Deus se estendem a todos , não estando limitados pela nacionalidade , nem pela natureza do pecado do individuo.
As Escrituras não dizem como Raabe, oriunda de uma cultura onde a prostituição e a idolatria eram aceitáveis reconheceu o Senhor como único Deus verdadeiro. Mas suas palavras, registradas em Josué 2.9-11, não deixam duvidas de que ela possuía esse entendimento. A declaração de fé dessa mulher Cananéia levou o escritor aos Hebreus a inclui-la em sua lista de heróis da fé (Hb. 11.31) , enquanto Tiago apontou-a como um exemplo de quem foi justificado por obras (Tg. 2.15).
Segundo a tradição rabínica , Raabe foi uma, das quatros mais belas mulheres do mundo, e foi ancestral de oito profetas incluindo Jeremias e Hulda , a profetisa.

Mateus 1:5 b : Bo’az foi o pai de ‘Oved (cuja mãe foi Rut)

3) Rute (amizade)

Mãe de Obede e bisavó de Davi. Natural de Moabe , Rute casou-se com Malom , um dos dois filhos Elimeleque e Noemi.Com sua esposa e filhos, Elimeleque havia imigrado para Moabe para fugir da fome da terra de Israel. Porem ,ele e seus dois filhos morreram , deixando três viúvas :Noemi, Rute e Órfã (cunhada de Rute). Quando Noemi decidiu voltar para sua terra natal , Belém , Rute preferiu acompanhá-la, dizendo : “Aonde quer que fores, irei eu”(Rt. 1.16).
Em Belém , rute teve permissão de respigar no campo de Boaz , um parente rico de Elimeleque (Rt. 2.1)Incentivada por Noemi , Rute pediu a proteção de Boaz , como parente resgatador – um reflexo da Lei hebraica do Levirato (Dt.25.5-10). Depois de conseguir que o parente mais próximo lhe cedesse seu direito de comprar a propriedade da família e dar um herdeiro a Elimeleque ,Boaz casou-se com Rute. Seu filho , Obede foi considerado membro da família de Noemi, de acordo com o costume da época.
A firme decisão de Rute, “O teu povo é o meu povo , o teu Deus é o meu Deus” (Rt. 1,16) , trouxe-lhe uma grande recompensa. Ela tornou-se uma ancestral de Davi e de Jesus. (Mt1.5).


Mateus 1.6: e Yishai foi o pai do rei David. David foi o pai de Sh’lomoh (cuja mãe tinha sido mulher de Urias)

4) Bate –Seba (filha do juramento)

Mulher de Urias, o heteu, e posteriormente do rei Davi (2Sm. 11; 12.24). Numa determinada noite, de pé na eira de seu palácio avistou a bela Bate-Seba tomando banho no terraço de uma casa próxima. Sentindo-se atraído, Davi mandou que a trouxessem e adulterou com ela. Dessa união Bate-Seba concebeu um filho do rei.
Quando Davi ficou sabendo da gravidez mandou chamar Urias, que estava em batalha contra os amonitas.
Entretanto ele se recusou a ter relações com a esposa enquanto seus companheiros estavam engajados na peleja. Dessa tentativa de ludibriar Urias falhou, Davi enviou-o de volta ao confronto. Dessa vez ordenou que ele fosse colocado na linha de frente e seus colegas o abandonassem, para que ele morresse. Após um período de luto, Bate - Seba tornou-se esposa de Davi (2 Sm.11.27). Entretanto, a criança concebida em adultério morreu.
Quando o profeta Natã confrontou Davi por causa da gravidade de seu pecado, o rei se arrependeu (2Sm. 12.13). Deus o abençoou com outros quatro filhos: Samua (ou Siméia), Sobabe, Natã e Salomão (1Cr. 3.5). O Novo Testamento menciona Bate-Seba indiretamente na genealogia de Jesus (Mt. 1.6).

Mateus 1.16 : e Ya’akov foi o pai de Yosef, marido de Miryam, da qual nasceu Yeshua , chamado o Messias.

5) Maria : A mãe do Salvador


Não sabemos nada acerca da vida e infância de Maria, a não ser que ela era uma camponesa e que morava em Nazaré, uma cidade da Galiléia. Ela deve ter sido da família de Judá, e, portanto, da linhagem de Davi (Lc. 1.32), embora as genealogias de Mateus 1 e Lucas 3 não mostrem isso , já que traçam a genealogia de Jose , e não a de Maria .Sabemos que uma prima de Maria chamada Isabel foi a mãe de João Batista.

Alguns pontos importantes na vida da mãe do Salvador

· Comprometida com José, o Carpinteiro.
· Recebeu a mensagem que seria a mãe biológica do Messias pelo anjo Gabriel
· Quando Jesus nasceu em Belém da Judéia, Maria “o enfaixou e o deitou em uma manjedoura” (Lc2. 7)
· Jose e Maria fugiram para o Egito e saem de cena até Jesus completar 12 anos
· Estava presente no primeiro milagre de Jesus, sendo repreendida pelo Mestre.
· A Escritura só volta a falar de Maria no momento em que está ao pe da cruz (Jo.19.25-27)
· Do alto da cruz Jesus entregou Maria aos cuidados de João, discípulo amado.
· A ultima menção de Maria ocorre quando ela está no cenáculo aguardando a descida do Espírito Santo (At1. 14)
· O tumulo da Virgem está localizado no vale de Cedrom, em Jerusalém, a sudeste da área do templo; mas não há base histórica que confirme sua autencidade.
· As lendas a respeito de Maria começaram a circular em forma escrita já no quinto século, mas não há qualquer evidencia que as corrobore.
· Maria disse inspirada pelo Espírito Santo: “Desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada” (Lc. 1. 48).

N’Ele que trata a todos sem discriminação de sexo, raça etc.,

Marcos


Obras consultadas: Novo Dicionário Ilustrado da Bíblia – Editora Vida Nova
Novo Testamento Judaico – David Stern – Editora Vida
Comentário Judaico do Novo Testamento – David Stern – Ed. Atos.

9 de ago de 2009

Dias dos Pais - Homenagem dos Amigos do Jardim Rochdale I

Pastor Marcos , Jesuita (minha mãe) Pastor Cilas ( meu pai -in Memorian)
Homenagem dos irmãos do Jardim Rochdale I

Pastor Marcos ! Poderia trocar os nomes dos personagens de Moises por Cilas (In memorian) e Josué para Marcos . Mudaria só de sistema de governo , de lei para graça mas a responsabilidade é a mesma.
Agora passa esse Jordão Canaã é logo ali. Os teus irmãos sabiamente passaram para você a responsabilidade da direção dos negócios da família em prol de um bem comum.
Alguém falou naquele dia 06 de junho passado ( O dia mais difícil da minha vida) , que teu pai foi líder ate depois de morto.Isto prova o amor que lê tinha para com as pessoas.
Pastor Marcos ! As pessoas quando assumem uma responsabilidade tão grande como esta , elas tendem a mudar tanto para um lado como para outro e você mudou para melhor . Só conheço duas pessoas com este tipo de mudança : Isaias e você.

Pastor Marcos

Receba esta homenagem como forma de agradecimento (in Memorian) de vosso querido pai e que você possa dar continuidade a esta obra tão gloriosa que é o sacerdócio.

Teus amigos de Rochdale I
Pai você um exemplo de vida, sinto falta da tua voz , do seu jeito, de teus conselhos, de tua sabedoria ..... Você faz muita falta.
n'Ele que está acima de todos ,
Marcos

7 de ago de 2009

Pastor : Super-heroi ou homem?

Nestes dias da divinização do ser, ter o titulo de pastor tem sido um dilema muito grande, pois as prerrogativas deste ou daquele que se intitula o grande Homem de Deus, e que ele pode fazer coisas mirabolantes do tipo Liga do Avivamento.
Notavelmente alguns divinizam tudo e por serem pastores acham que estão acima de tudo e todos, são os melhores, os mais sábios, os mais inteligentes, os curadores, os mais cultos, os mais espirituais, ou seja, um Herói.
Lamentavelmente se ouve isso pelos meios radiofônicos, pregação televisa de cunho positivista, gerando até um mal-estar em muitos que estão a ouvi-la, pois a impressão que se tem e que quem está falando ali é o próprio Deus, e não um homem comum.
Usam-se, muitos exemplos de personagens bíblicos do Antigo Testamento, para cunharem suas mensagens positivistas, chegam a divinizá-los encobrindo seus defeitos e suas atitudes erradas; pegando somente o lado positivo destes personagens, que apesar de serem bíblicos eram homens comuns e sujeitos as mesmas paixões ou talvez piores que nós (Tiago 5.17).
A idéia de que um pastor é um super-herói, que tem poderes sobrenaturais, extraterrestres, fantasmagóricos, faz muitos se sentirem pequenos deuses, e há os que contribuem para a divinização pastoral, apostólica, e sei lá mais o que. Há os que se aproveitam dos menos favorecidos financeiramente, os que não tiveram oportunidade na vida de estudo, e se endeusam diante de tais.
Jesus disse que o bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas, porem com essas divinizações do ser, é a pobre e malfadada ovelha que está dando a vida, e outras coisas mais que cometem esses tipos de semi-deuses, que estão perambulando por ai. Talvez por uma serie de fatores aquilo que chamamos de igreja está cada vez mais fragilizada e em muitos lugares perdendo seu credito e isso por que não estão sendo dirigidos pelo homem.
Como é comum espiritualizarmos tudo, achamos que quem dirige a instituição é o Espírito Santo, mas, se fosse Ele, não estaria esta desorganização que vemos em muitos lugares, divisões por simples capricho de homens, e o engraçado é que estes mesmos que se dizem especiais, super-poderosos, divinos etc.*, ai vê -se que estamos lidando apenas e simplesmente com homens, susceptíveis a erros, o problema não está em errar, está justamente em não reconhecer o erro, e continuar errando.
Apesar de pastores, somos homens comuns, com dificuldades, sujeitos a enfermidade, todos sem exceção esperando a morte, e não é por que somos frágeis humanos deixamos de ser notáveis homens de Deus.
Há algum tempo atrás li o escrito do Rev. Caio Fábio: O Privilegio de poder simplesmente dizer ta doendo, retratando que nós apesar de pastores, bispos, apóstolos ou sei lá o que, ficamos enfermos, perdemos compromissos importantes, não vamos todos os dias aos cultos, não visitamos todos os dias, não oramos todos os dias por pessoas enfermas, e principalmente não exercemos poderes sobrenaturais, mas que muitos se vestem de roupagem hipócrita, disfarçando sermos divinos.
Pastor tem sentimento, tem família, tem vontades, tem desejos proibidos, porque não somos super-heróis, somos homens naturais e humanos a quem vocacionalmente Deus chamou... Jesus não chamou só os melhores, no meio estava Judas, a quem chamou, e foi o traidor. O interessante é que Jesus não chama só os qualificados, qualifica os que são chamados, e nos diz que: no mundo terei aflições, mas que tenha bom animo.

N’Ele que chama homens , para exercerem o ministério ,
Marcos

3 de ago de 2009

Mensagens que transformam -

Recebi o livro Mensagens que transformam do nobre Pastor Marcello Oliveira , editor do blog A Supremacia das Escrituras.
Um livro com textos que nos fazem querer aprender mais a palavra de Deus, ótima formatação , com letras em bom tamanho para uma ótima leitura.
Caros irmaõs e blogueiros amigos não deixem de adquirir este livro que faz valer a pena o custo.
Dentre as mensagens quero destacar duas:
  • O que está acontecendo com a Igreja Gloriosa?
  • Porque Jesus foi a cruz?

Continuarei lendo e em breve postarei algumas mensagens do nobre colega.

Maiores informaçoes no endereço: http://davarelohim.blogspot.com/

n'Ele , que transforma o mais vil pecador;

Marcos