22 de jul de 2010

Vários aspectos da oração



Orarás a Ele, e Ele te ouvirá. Jó 22.27

O livro de Jó (em hebraico אִיּוֹב) nos leva a considerar uma das principais perguntas filosóficas da existência humana. Trata-se de um livro bastante pratico, pois as perguntas não mudaram muito nos últimos cinco mil anos de historia.
Ainda buscamos explicação para o sofrimento individual e coletivo e nos perguntamos que lógica pode ser usada para entender nossas experiências.
Jó oferece uma perspectiva bíblica do sofrimento. E Deus virou a situação de Jó, enquanto ele orava pelos seus amigos, e o Senhor devolveu a Jó em dobro a tudo quanto antes possuía de bens materiais, além de vir a ter outros sete filhos e três filhas, as quais vieram a ser consideradas como as mais belas da época. E ele viveu cento e quarenta anos, e morreu velho e farto de dias.
A oração é comunicação com Deus, a dedicação religiosa às boas obras em favor dos necessitados não substitui a vida de oração, como tal à oração envolve vários aspectos importantes:

1- Fé –
Pistis (grego), primariamente, “persuasão firme”, convicção fundamentada no ouvir (cognato de peithõ, “persuadir”), sempre usado no Novo Testamento acerca da “fé em Deus ou em Jesus, ou as coisas espirituais”.
A oração mais significativa é a que brota de um coração cuja confiança esta depositada no Deus que agiu e falou através do Jesus histórico e dos ensinamentos da Bíblia Deus fala conosco através da bíblia, e nós respondemos com uma oração cheia de confiança e fé.
Orando abundantemente dia e noite, para que possamos ver o vosso rosto, e supramos o que falta à vossa fé? (1 Tessalonicenses 3:10)
E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. (Tiago 5:15)
Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo (Judas vs.20)

2- Honra –
Time (grego), primariamente “avaliação, apreço, valorização”, por conseguinte, no caso acusativo (a) preço pago ou recebido (b) acerca da preciosidade de Cristo para os crentes (c) no senso de valor, acerca das ordenanças humanas , sem valor algum contra a indulgência da carne , ou,talvez, acerca da inutilidade dos esforços no asceticismo (d) honra, estima ,apreço, consideração.
Na adoração, reconhecemos que quem tem a primazia na nossa vida não somos nós mesmos, nem os outros, nem nosso trabalho, mas Deus. Guiados pela Escritura, estabelecemos nossos valores de acordo com a vontade e os padrões perfeitos de Deus. Diante de Deus, os anjos cobrem o rosto e clamam: “... Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos” (Is. 6.3)
Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. (1 Crônicas 29.11)
O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e precedendo a honra vai à humildade. (Provérbios 15:33)
Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.
Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.(1 Timóteo 1.17)

3- Confissão –
Homologeõ (grego), literalmente “falar a mesma coisa” (formado de homos, “mesmo”, lego, “falar”), consentir, corresponder, concordar com”, denota (a) confessar, declarar (b)confessar à guisa de admitir-se culpado do que se é acusado,o resultado de convicção interior (c) declarar abertamente a modo de falar livremente , sendo tal confissão o efeito de profunda convicção (d) confessar à guisa de celebrar com louvor (e) prometer.
A consciência da santidade de Deus nos faz conscientes de nossa própria natureza pecaminosa. Não precisamos confessar nossos pecados a nenhum outro ser, mas devemos confessá-los diretamente a Deus, que nos promete perdoar de toda injustiça.
E ENQUANTO Esdras orava, e fazia confissão, chorando e prostrando-se diante da casa de Deus, ajuntou-se a ele, de Israel, uma grande congregação, de homens, mulheres e crianças; pois o povo chorava com grande choro. (Esdras 10.1)
Estejam, pois, atentos os teus ouvidos e os teus olhos abertos, para ouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti; também eu e a casa de meu pai temos pecado. (Neemias 1.6)
Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.(Hebreus 10.23)

4- Adoração –
Proskuneõ (grego) – “fazer mesura, fazer reverencia a” (formado de pros, “para”, e kuneõ, “beijar”), é o termo mais freqüente com o significado de “adorar”
Reverencia e declaração de submissão a Deus; rituais ou cerimônias pelas quais se expressa essa reverência.
A adoração neotestamentária caracterizava-se pela alegria e pela ação de graças diante da nossa redenção graciosa de Deus em Cristo.
A principio os cultos de adoração eram conduzidos nas casas. Possivelmente, por um período, os primeiros cristãos adoravam nas sinagogas, bem como nos lares. Alguns estudiosos acreditam que os cristãos judeus freqüentavam a sinagoga no sábado e suas reuniões especificas no domingo.
Visto como, na prova desta administração, glorificam a Deus pela submissão, que confessais quanto ao evangelho de Cristo, e pela liberalidade de vossos dons para com eles, e para com todos; (2 Coríntios 9:13)
Tributai ao Senhor a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao Senhor na beleza da sua santidade. (1 Crônicas 16:29)
Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. (Apocalipse 14:7)

5- Louvor –
Aineõ (grego), “falar em louvor de, louvar”, sempre usado acerca do louvor a Deus.
A conseqüência natural da fé, adoração, honra, confissão e adoração é o louvor. Quando temos grande estima e amor por uma pessoa, falamos bem dela. O povo de Deus louva-o em sinceridade pelo Ele ser quem é, por Suas obras e por Sua palavra.
Encha-se a minha boca do teu louvor e da tua glória todo o dia. (Salmos 71.8)
Porque grande é o Senhor, e digno de louvor, mais temível do que todos os deuses.(Salmos 96.4). Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado. (Efésios 1.6)
Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. (Hebreus 13.15)

6- Ações de Graças.
Eucharistia (grego), formado do eu, bem, e charizomai (grego), dar livremente (em português) denota: (a) gratidão, agradecimento (b) doação de graças, ação graças.
Ele perdoou nossos pecados, nos recebeu como filhos nos justificou e nos deu um novo coração e uma nova vida.
Os teus votos estão sobre mim, ó Deus; eu te renderei ações de graças;(Salmos 56.12)
Nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças.(Efésios 5.4)
E, quando os animais davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre, (Apocalipse 4.9)
Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra e glória, e ações de graças.(Apocalipse 5.12)

7- Serviço dedicado
Diakoneõ (grego), “ministrar, auxiliar” (cognato de diakonos), prestar qualquer tipo de serviço, servir.
Douleuõ (grego), servir como doulos, é usado acerca do servir.
O exemplo de Cristo nos mostrar que não precisamos retirar da sociedade, mas sim servir aos necessitados (Jesus por Jerusalém.).
Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo à hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. (João 16.2)
Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. (2Corintios 9.12)
E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós. (Filipenses 2.17)
Eu conheço as tuas obras, e o teu amor, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. (Apocalipse 2.19)

8- Pedido –
Aitema (grego) denota aquilo que foi pedido (cognato de aiteõ, pedir)
Deesis (grego) , pedido solicitação,suplica.
Deomai (grego) , pedir , orar , suplicar
Erõtaõ (grego) , pedir, orar
A oração não e apenas o momento de demonstramos nossa gratidão a Deus por sua graça manifesta na vida e obra de Jesus e nos ensinamento da escritura; e também a oportunidade de pedirmos por nos e pelos outros.
A oração é uma petição a um Deus pessoal que responde como achar melhor. Não devemos pensar que sempre conseguiremos quilo que pedimos, pois, em Sua sabedoria, Deus ouve e responde da melhor forma.
O Senhor já ouviu a minha súplica, o Senhor aceita a minha oração. (Salmos 6.9)
Chegue à tua presença a minha súplica; livra-me segundo a tua palavra. (Salmos 119.170)
Com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos, (Efésios6. 18)
Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atento à sua súplica; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.(1 Pedro 3.12)

9- Eficácia –
Energeõ(grego) , aplicar poder, ser operativo ,trabalhar.
Em Tiago 5.16, a palavra supérflua eficaz é omitida, a sentença é traduzida por; “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”, estando o verbo na forma principal na pessoa que ora.
A oração tem poder sobre qualquer circunstância, a oração satisfaz:
a) Necessidades intimas
b) Libertação do medo
c) Fortalecimento da alma
d) Adoração
e) Orientação e satisfação
f) Sabedoria e entendimento
g) Livramento do mal
h) Recompensa
i) Boas dádivas
j) Alegria completa
k) paz
l) libertação de toda ansiedade.

A oração com certeza faz diferença no modo de Deus agir no mundo.
Para isso também trabalho, lutando segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente. (Colossenses 1.29)

"Deus está no trono, e nós estamos a seus pés, e entre nós e Ele, existe apenas a distância de um joelho" “A oração é um escudo para a alma, um "sacrifício" a Deus e um açoite para Satanás" John Bunyan

A Deus toda gloria, pelos séculos dos séculos;

Pr. Marcos Serafim

Obras consultas: (Dicionário Ilustrado da Bíblia)
(Panorama do Antigo Testamento)
(Dicionário Vine)