17 de abr de 2010

Estar calado

Ecl. 3.7 b - tempo de estar calado, e tempo de falar;

Quem convive comigo sabe perfeitamente que gosto muito de falar. Mas nem todas as falas são produtivas , às vezes por deslize de palavras cometo alguns erros que marcam a vida , e nos servem de experiência para não comete-los novamente.
Já por um tempo venho exercendo uma forma de estar calado, não é fácil quando se gosta de falar , mas é preciso , pois não é somente do que gostamos que fazemos.Para isso precisei mudar uma rotina de vida , almoçar em horário diferente , buscar filho na escola , almoçar em local diferente do qual já estava habituado, enfim mudar toda a rotina do meu dia-a-dia.
Felizmente nessa mudança drástica na vida , estou me sentindo bem melhor , não estou falando muito , mas estou tentando desenvolver uma fala do apostolo Tiago quando ele diz:- “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.” (Tiago 1.19).Confesso que não é fácil estar pronto para ouvir , pois ouvir o que não queremos é desagradável aos ouvidos, porem são necessários para crescimento tanto material , quanto espiritual.
Esse tem sido período usado para refletir sobre algumas nuances diferenciadas no pensar na vida em varias etapas. Este período também tenho estado, mas atento ao meu ministério , pois sem duvida nenhuma creio que foi Deus quem me deu , embora ouça vez por outra , uma piadinha aqui ou acolá , mas relevo .Esse período da minha vida eu dei o nome de passar pela caverna , assim como Elias , o profeta, mas não por medo , para correr de alguém , ou para desafiar ninguém e nem fazer frente a alguém , simplesmente por que preciso estar a sós.
Refletir a vida , ministério e outras coisas não é tão simples por que no meio da reflexão agente encontra muitas ranhuras que precisamos mudar , mesmo que isso vá doer no instante da mudança , mas será benéfica no amanhã.
Resolvi estar calado por se referir a um período de grandes emoções, e mudanças serem necessárias no meu cotidiano. Estar calado para mim significa muito , pois estou aprendendo e desenvolvendo a doce mania de ouvir. Estou assim, pois estava ficando enfermo de alma , com o muito falar.Conversas não produtivas e muitas delas criticas da vida de alguém que eu não tenho nada a ver , porem falava com propriedade , e muitas dessas vezes sem escrúpulos, e o pior, estava falando sem a consciência e defesa de quem eu estava falando , mas graças ao bom Deus acordei em tempo e o que quero agora , e que minhas falas não sejam mais agudas como a de uma espada cortante , mas que sejam um balsamo para curar as feridas por mim mesmo provocadas.
Venho pensando muito antes de falar qualquer bobeira que afete meu irmão , minha liderança , meus amigos , enfim os que convivem comigo.Tenho aprendido.
Decidi assim estar porque tive muitas discussões sem nexo , e porque muitas vezes caia em contradição com aquilo que estava falando , como diz o apostolo Paulo ao jovem obreiro Timoteo : - “mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade” (2 Tim. 2.16).
Por vezes fazia comentários maldosos sobre pessoas que estão acima de mim na escala ministerial , e com isso seguei a conclusão que poderia estar invejando-os , criticando-os quando pregavam e confesso que nenhuma mensagem me tocava ao coração, pois estava a um passo de me tornar dentro da casa de Deus , um céptico, desejando estar onde estão.Contudo isso vinha me afetando emocionalmente, e quase não conseguia desenvolver meu ministério, por que estava, mas preocupado com os outros do que comigo mesmo e sem duvida nenhuma isso de algum modo estava me afetando.
Depois que resolvi estar calado e não mais me intrometer em conversas ou algo que não é da minha alçada , estou bem melhor , e creio perfeitamente que vou melhorar daqui por diante, e conto com orações de todos os meus irmãos e amigos , pois cá estou fazendo minha parte.
Por vezes nestas discussões irava-me, pois queria resolver as coisas ao meu modo , e não esperar a providencia de Deus , a justiça , a mansidão e acima de tudo misericórdia. E por muitas vezes falei de algo que eu nem mesmo tinha certeza do que estava falando.
Confesso que ainda não estou curado cem por cento , mas me sinto bem melhor em relação há algumas semanas atrás, e quero crer que agora estou tomando o rumo certo, sem estar envolvido em qualquer conversa que penda para o lado de falar mal de lideranças , criticá-las e enfim tentar coloca-las na minha visão.
Rompi de vez com o falar daquilo que não está a minha alçada , e de uma vez por todas quero estar orando , por que somente através da oração é que cursos e rumos da vida , ministérios, e tudo pode ser mudado.Que este período seja para mim , um verdadeiro oásis para realmente fazer a vontade de Deus.


N’Ele que acalma toda a nossa ansiedade ,


Pr. Marcos Serafim Silva.