7 de mai de 2010

Qual o foco da igreja hodierna?



Nos dias atuais, a igreja vem gradativamente perdendo seu foco principal, a incumbência que Jesus ordenou aos seus discípulos, antes de sua ascensão aos céus conforme consta no evangelho de São Marcos 16.15: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregue o evangelho a toda criatura. O ministério de Cristo foi baseado na salvação de almas, pois se compadecia delas como ovelhas sem pastor, o profeta Isaias declara que sua missão seria pregar boas novas aos mansos; restauração dos contritos de coração, proclamação e liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; realmente a finalidade de Jesus foi buscar e salvar o que se havia perdido, reconciliar e unir o homem através da pesada cruz e exemplificar que seu ministério terreno foi ganhar almas.
O apostolo Pedro revela que o Senhor nos chamou para anunciarmos as suas virtudes, “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”; ou seja, pregar o evangelho a toda criatura, sem distinção alguma. Cristo se preocupava com a salvação das pessoas, no entanto pregou a mulher samaritana, e exemplificou-nos a maneira correta deixando claro que sua missão era pregar o evangelho conforme Lucas:- “Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do reino de Deus; porque para isso fui enviado”.
A meta priori da igreja fundamenta por Cristo dever ser a evangelização, a pregação do evangelho extremamente cristocêntrico focalizado e baseado na cruz sem qualquer interpelação ou cobrança de alguma espécie. Mas, os dias atuais lamentavelmente muitas igrejas, lideres, conferencistas estão deturpando a verdadeira e genuína vontade de Cristo para a sua igreja.
A verdade está explicita, fazemos muitas conferências (inclusive missionárias), porem o que deveria ser existencial e primordial nestas conferencias a salvação de almas, estamos vendo muito pouco. A igreja hodierna preocupa-se muito com conferencias de teologia, conferencias de louvor e adoração, conferencia disso, daquilo, contudo, a meta da igreja é fora dos portões, indo aos valados, becos, ruelas, vielas, prostíbulos, enfim cumprindo o seu chamamento: Buscar os perdidos e ensinar-lhes o caminho da salvação.
A igreja num tempo não muito remoto preocupava-se com cultos ao ar livre, em praças publicas, evangelismo porta a porta, realmente havia comoção na membresia da igreja, mas o amor de muitos está esfriando, e acontecimentos evangelísticos já é uma raridade na igreja hodierna. A mensagem pregada passou da cruz à prosperidade, hoje em dia pregadores querem ser afamado, verem seus nomes em cartazes, querem hotéis de luxo, aviões, altos cachês, vendas de livros, DVDs e por aí vai. E a igreja vai perdendo seu primordial e principal foco.
A primeira coisa que um preletor faz quando usa o púlpito na igreja é oferecer seu DVD, livro ou qualquer coisa que tenha para ofertar, e alguns até saem chateados, ficam irados, pois as ofertas não são como ele esperava, e falo disso com muita propriedade, pois venho na militância do ministério há algum tempo por bondade de Deus. Tenho visto e ouvido muitas coisas a esse respeito, não digo que não deva vender qualquer tipo de material, porem, pregue a palavra primeiro, depois deixe o pastor local oferecer seus materiais.
Hoje a primeira pergunta que faz quando se convida alguém é quantos membros tem a sua igreja, e depois disso se dá o veredicto quanto vai ser cobrado, quantos DVDs, quantos livros, o merchandising é feito e depois o pastor é cobrado, e por essas e por outras que já não tenho convidado muitos para estarem pregando no púlpito da igreja a qual estou pastor.
Será que a igreja atual vem perdendo seu foco? Inovações, aberrações, pregadores pela prosperidade e inclusive alguns que acham e pensam que são os melhores expositores, debatedores da palavra, mas, o que estamos fazendo em prol da salvação de outrem? Voltemos aos primórdios, ao primeiro amor, a igreja precisa respirar aliviada dessa gente que só quer explorá-la, voltarmos para o foco principal e missão da igreja:- Ganhar almas para o seu reino, pois Ele quer que sua mensagem chegue a todas as aldeias, todas as gentes, a todo mundo, em todos os lugares, a todos os homens, pois o desejo de Deus é que todos cheguem ao arrependimento.


Calvário, à maior expressão do amor de Deus.


Pr. Marcos Serafim Silva