25 de mar de 2010

Lideres decadentes

A historia bíblica no antigo testamento nos relata em diversas ocasiões, lastimosas lideranças, orgulhosas, fracassadas, desastrosas, imponentes, desprovidas de juízo, meticulosas, em muitos casos verdadeiras tramas para chegar ao poder, mortes, assassinatos, tudo pelo prazer de ter o poder, nem que fosse por um pouco período de tempo.Geralmente estes lideres eram exclusivistas , senhores feudais , prevaleciam de suas posições para implantarem suas dinastias.
Dentro tantos exemplos que existem na bíblia, o que me chama atenção é o caso do Rei Acabe, filho de Onri, sétimo Rei em Israel, casou-se com Jezabel, filha do Rei de Sidon – Etbaal, príncipe Fenício. Acabe foi um rei politicamente forte , mas muito fraco em sua moralidade pessoal, fez diversas alianças, Fenícia, Judá e Síria. Porem Acabe contaminou-se com as faces do poder, e que não se espera de um líder, Acabe se tornou um rei fraco, pois permitiu que sua mulher, Jezabel, uma mulher estranha para Israel, governasse junto com ele, e mais, permitiu que promovesse idolatria em Israel, que durante seu reinado, o culto a Baal prosperou assustadoramente, alem da perseguição implacável ao profeta de Deus, Elias.
Outro caso que me chama atenção sobre desmandos da liderança é caso do sacerdote Eli, que governou com sacerdote durante quarenta anos sobre Israel, e como consta nas paginas veterotestamentárias , Eli estava velho, sua visão estava enfraquecida , seu peso exagerado , estava acomodado em excesso , honrava mais seus filhos do que a Deus , sua administração estava em questionamento , fazia juízo precipitado das coisas , seus filhos Hofni e Finéias , sucessores imediatos estavam também contaminados pois não conheciam ao Senhor , profanavam os sacrifícios, se envolviam em orgias , eram de má reputação , desprezavam o santo sacerdócio. Eli e seus filhos guardavam a arca da Aliança, mas estavam tão corrompidos, que não havia mais saída para sua casa a não ser a sua total extirpação.
Estes dois casos, de tantos outros, que existem nas paginas das Escrituras Sagradas, alardeando imoralidade em meio a lideranças, nos remetem a pensar no que está ocorrendo nos dias hodiernos. Muitos fecham os olhos por pura conveniência, ou, por estarem tão envolvidos, que não podem denunciar as mazelas da igreja dos dias atuais. Paulo alertou a seu filho na fé Timóteo, diz:“ Porque haverá homens amantes de si mesmos,avarentos,presunçosos ,soberbos,blasfemos,ingratos,profanos,sem amor para com os bons, orgulhos, mas amigos dos deleites do que amigos de Deus.Tendo aparência de piedade,mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.”
Este alerta embora seja dado e muitas vezes, aqueles que precisam ouvir são os que estão falando, e não observando suas atitudes que não corroboram com suas falas. Lamentável e latente, ainda que não vivamos os tempos de Acabe e Eli, muitos lideres estão vivendo este tempo , porem com nome diferente.Dizem não serem monarcas, mas passam a igreja de pai para filho,ou neto, genros , ou alguém bem ligado a sua família, através de negociações ,isso ocorria nos tempos de reinado.A família está tão envolvida que como nos dias de Eli, seus filhos mandam e desmandam , não respeitando a ninguém.
O que dizer então da mulher de Acabe, que mandava sem escrúpulos no reino do marido, ditava normas, mandava matar profetas, matava quem se opusesse no caminho, coitado do Nabote, morto por não dar, vender, se corromper com o sistema de Jezabel e Acabe.
Atualmente parece não estar havendo a mesma coisa? Não! Diriam muitos, mas como já disse anteriormente por simples conivência, ou por medo de terem mortos seus ministérios por ordem de quem quer que seja. O mais ridículo e verem alguns que chegam a enojar qualquer pessoa, de tanta bajulação que fazem, para conseguirem manter seus cargos, suas posições, seus ministérios, etc. E talvez digam honrar seus lideres, mas pergunto: - Isto é honra? Honra somente para manter se vivos? Honrar em nada tem a ver com essa bajulação que vemos em muitos lugares.
O que esperar dos novos lideres?Piores ou melhores? Liderança ditatorial ou participativa, amigo ou senhores feudais? Que Deus nos ajude e que a sua igreja siga seu rumo , sem interferência de homens gananciosos pelo poder, que acima de tudo,primem por seus ministérios , sabendo que só há pastores, se houverem rebanhos, não nos esquecendo o que diz o apostolo São Pedro: - “Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.”


Pelos laços do Calvário que nos une,

Pr. Marcos Serafim Silva