24 de mar de 2009

Razões para Pastorear


“Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério”. ( 2 Timoteo 4.5)


Iniciei minha trajetória ministerial muito cedo, desde muito jovem sabia da vocação para qual fui chamado, entendo que o ministério é uma chamada ao sacrifício e não uma carreira de fama.
Iniciei como cooperador durante um bom tempo, sendo levado ao diaconato após três de casado, e depois de um ano,ao ministério do presbitério , após um ano ao Santo Ministério , sirvo ao Senhor com muita alegria na Assembleia de Deus em Osasco , no ministério carinhosamente chamado por nós de Belenzinho, cujo Pastor Setorial é o pastor José Amaro da Silva , o qual me separou para todos os cargos eclesiásticos na igreja.
Aos 29 anos assumi a primeira congregação no setor de Osasco , em um bairro da nossa cidade chamado Vila Yolanda , uma simples igreja mais de um povo maravilhoso, no qual pastorei por 3 anos , 6 meses e 21 dias , sendo transferido para a igreja que no momento estou pastor a quase 2 anos.
A igreja que no momento pastoreio é uma igreja muito bela , com vários departamentos , uma igreja simplesmente formidável que enche os olhos de qualquer pastor , pelo modo de tratamento, por ser um povo amável , uma congregação com aproximadamente 250 membros, sinto muito prazer em pastoreá-la, porém esta não é a única razão em pastorear. Pois entendo que pastorear é algo muito mais sublime que uma bela igreja , um belo povo, um ministério atuante , quero neste espaço expressar algumas razões para que tenho para pastorear:

1. Pastoreio, por que sou convicto da chamada de Deus minha para vida.
2. Pastoreio, não por obrigação , mas por prazer.
3. Pastoreio, por que creio que pastores são dados por Deus.
4. Pastoreio, por que entendo que o bom pastor dá a vida pelas ovelhas.
5. Pastoreio , por que pastorear não é só entender de teologia, ortodoxia, antropologia, é acima de tudo amar suas ovelhas acima de qualquer coisa.
6. Pastoreio, por que pastorear para mim é uma chamada ao sacrifício, e se receber algum aplauso irei me gloriar na Cruz de Cristo.
7. Pastoreio, por arder em meu coração uma chama viva pelas almas sedentas de Cristo.
8. Pastoreio, não para ter status , por que não me preocupo com isso.
9. Pastoreio não para ser bajulado , ovacionado, mas para levar a preciosa mensagem do calvário.
10. Pastoreio, por que os que levam a preciosa semente gemendo e chorando trarão consigo seus molhos.
11. Pastoreio não para ser carregado no colo pela multidão , mas para em momentos carregar a cruz sozinho.
12. Pastoreio por que como Paulo diz : “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” (1 Co 9.16)
13. Pastoreio não pelos lauréis , mas pelos espinhos.
14. Pastoreio não somente pelos espinhos , pastoreio com paixão, pois o ministério me provoca isto.
15. Pastoreio não por ser um pregador eloquente , um exegeta nato, mas por entender que a mensagem da Cruz é simples.
16. Pastoreio como o apostolo Paulo afirma : “Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja”. (1 Timóteo 3.1)
17. Pastoreio pelo prazer de fazer amigos na congregação .
18. Pastoreio por que entendo que o ministério é feito de submissão.
19. Pastoreio por que entendo que Jesus foi, é e será o maior Pastor de todos os tempos.
20. Enfim pastoreio porque pastores não são dados pelos homens e sim por Deus como diz a palavra de Deus: “E dar-vos-eis pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência.” (Jr 3.15).
O exercício pastoral traz um peso de responsabilidade sobre nós, pois ao recebermos a ordenação, ou a licença para o exercício de tal ministério, já não somos mais pessoas comuns. Ser pastor no Brasil, por hora, é ainda ser pessoas a quem a sociedade, ou parte dela deposita créditos , e esperam que honre no ministério o nome do Deus que declaram crer e da Instituição (igreja) a qual representam.
Levo muito a serio meu chamado ao ministério , se alguém o faz sem honra , sem cuidado deve rever seus conceitos ministeriais, ou então deixa-lo para quem quer dar o melhor de si.
Termino da mesma forma que comecei citando o apóstolo São Paulo a 2 Timoteo 4.5:
“Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.”

Em Cristo Sola Gratia et Sola Fide, vosso conservo Marcos.
Ps. Foto acima é a igreja, onde estou pastor, no dia do meu aniversário.

2 comentários:

Marcelo Oliveira disse...

A paz do Senhor, Pastor Marcos Serafim!

Muito bonita sua trajetória ministerial e seu zelo em seu ministério a ti outorgado pelo Senhor, continue nesta força! (1 Co 15.58)

Em Cristo.
Marcelo Oliveira

Pr. Marcos Serafim disse...

Caro Marcelo Oliveira:
A paz do Senhor!
Sempre visito seu blog , tem sido para mim edificante.
Quero ressaltar que dou muito valor ao meu ministério, porque creio ter sido dado por Deus.
Quanto a ti , tambem vais ser ministro de Deus pois tens todas as caracteristicas para tal, e também já está a caminho.

Deus, em Cristo te abençoe pelas considerações , vosso conservo Marcos